(51)996961546

NO AR

Paradao Sertanejo

www.interativasulweb.com

Mundo

Donald Trump “destruiu” a credibilidade do G7, disse a Alemanha

Publicada em 10/06/18 as 21:35h por Rádio Interativa Sul Web - 26 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Mass, acusou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de "destruir" a credibilidade do G7 com um tuíte.

A declaração chega após o magnata ter usado o Twitter para retirar seu apoio ao comunicado conjunto do grupo, por causa de uma polêmica com o Canadá. "Com um tuíte, uma enorme credibilidade pode ser destruída rapidamente. É ainda mais importante que a Europa fique unida e represente seus interesses com mais agressividade", escreveu Mass.  Já o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que a cooperação internacional não pode ser ditada por "surtos de raiva e declarações descartáveis". "Assumimos compromissos e devemos mantê-los", disse.

"Fraco e desonesto"

Trump deixou o encontro de líderes do G7 (formado por Canadá, Japão, França, Alemanha, Reino Unido, Itália, EUA) antes de discutir a mudança climática e a saúde dos oceanos, exacerbando as fraturas do grupo. Durante o encontro, o americano ameaçou deixar de fazer comércio com aqueles países que mantenham tarifas às exportações americanas, exigindo que o bloco europeu e o Canadá eliminem barreiras contra a entrada de produtos dos EUA.

O comunicado final, já sem a presença de Trump na cúpula, citou esforços em reduzir barreiras tarifárias e não tarifárias no comércio mundial, além de diminuir subsídios. O consenso foi anunciado pelo primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, que presidiu dois dias de discussões.

Em uma tentativa de apaziguar os ânimos, a carta também se comprometeu a "modernizar" a Organização Mundial do Comércio (OMC) para torná-la "mais justa o mais rápido possível".

No entanto, o "consenso" durou pouco. Trump chamou o líder canadense de fraco e desonesto, e pediu a seus representantes para que não assinem a carta.

O anúncio de retirada de apoio ao documento final aconteceu após Trudeau fazer fortes críticas às sobretaxas sobre o aço e alumínio aplicada pelos EUA recentemente. Segundo o primeiro-ministro do Canadá, trata-se de um "insulto" que provocará retaliação a partir do próximo mês.

"É com pesar, mas com absoluta clareza e firmeza, que avançaremos com medidas retaliatórias em 1º de julho, aplicando tarifas equivalentes àquelas que os americanos aplicaram injustamente a nós", afirmou o anfitrião da conferência, a jornalistas.

Na sequência, Trump reiterou a ameaça de impor tarifas "aos carros que inundam o mercado americano", uma decisão que aponta inicialmente para a Alemanha, outro membro proeminente do G7.

Reagindo aos comentários de Trump, o gabinete de Trudeau disse que o primeiro ministro "não disse nada que não havia dito antes - tanto em conversas públicas quanto privadas com o presidente".






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Enquete
Qual o estilo musical que você mais curte?

 Sertanejo
 Pop
 Rock
 Bandas
 Gauchescas
 Funk
 Metal
 MPB
 Gospel







.

LIGUE E PARTICIPE

51997425572

Visitas: 37550
Usuários Online: 40
Copyright (c) 2018 - Rádio Interativa Sul Web - Curta nossa fan page no facebook