(51)996961546

NO AR

Na Balada

www.interativasulweb.com

Copa Do Mundo

Um jogador suíço admitiu excesso de faltas em Neymar, mas ironizou o brasileiro dizendo: “Ele cai muito”

Publicada em 19/06/18 as 16:06h por Rádio Interativa Sul Web - 45 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)

O empate do Brasil com a Suíça passou pelo êxito na estratégia dos adversários de não darem espaço a Neymar, o principal jogador da Seleção Brasileira. Os suíços também abusaram do antijogo na marcação ao atacante brasileiro, que sofreu dez faltas durante todo o confronto deste domingo. Mas apesar de admitir o excesso de faltas no brasileiro, um jogador suíço ironizou a situação, dizendo que Neymar cai demais.

"Foi um pouco acima (o número de faltas), mas ele cai muito. Sete ou oito foram falta. É craque e temos que tentar parar o craque", justificou, em tom irônico, o meio-campista Gelson Fernandes.

No Brasil, as quedas do jogador brasileiro viraram memes, com imagens das diferentes caras e bocas em cada queda sofrida por Neymar durante o jogo contra a Suíça.

A partida disputada na Arena Rostov e válida pela primeira rodada do Grupo E do Mundial, teve um número de faltas marcadas, para a seleção da Suíça, avaliado como "exagerado". O árbitro mexicano Cesar Ramos, para os suíços, teria marcado faltas demais sobre o craque do Paris Saint-Germain, que abusou do individualismo em alguns lances da partida.

Na véspera do confronto com o Brasil, o técnico Vladimir Petkovic assegurou que a Suíça não jogaria pelo empate, pois este seria um resultado "pela metade". O que se viu em campo, porém, foi uma equipe que tratou de valorizar a igualdade alcançada no início da etapa final, após ir ao intervalo perdendo graças ao golaço marcado por Philippe Coutinho.

Gelson Fernandes reconheceu que a igualdade foi celebrada pela Suíça, pois a deixa em boas condições na briga por uma vaga nas oitavas de final, ainda mais por já ter enfrentado o Brasil, seleção considerada a mais forte da chave. "É uma boa metade. Começar sem perder é importante", comentou o cabo-verdiano naturalizado suíço, que hoje defende o Eintracht Frankfurt.

O meio-campista também destacou a importância do duelo da próxima sexta-feira com a Sérvia, que derrotou a Costa Rica por 1 a 0 no domingo, e lidera o Grupo E com três pontos. Além disso, apontou que o empate com o Brasil deixa imprevisível a definição dos classificados às oitavas de final. "Contra um adversário como o Brasil, também se precisa de um pouco de sorte. E esse resultado deixa o grupo muito aberto. O próximo jogo será difícil para nós", comentou.

O empate com o Brasil confirmou que a Suíça é uma seleção difícil de ser batida, tanto que ainda não perdeu em 2018 e recentemente, na preparação para o Mundial, também ficou no 1 a 1 em amistoso em Villarreal contra a seleção espanhola. Gelson Fernandes evitou comentar sobre qual é a meta da sua equipe na Rússia, mas assegurou que ele e seus companheiros podem seguir surpreendendo rivais mais renomados. "Difícil falar onde vamos chegar, mas vamos trabalhando", concluiu.






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Enquete
Qual o estilo musical que você mais curte?

 Sertanejo
 Pop
 Rock
 Bandas
 Gauchescas
 Funk
 Metal
 MPB
 Gospel







.

LIGUE E PARTICIPE

51997425572

Visitas: 37576
Usuários Online: 63
Copyright (c) 2018 - Rádio Interativa Sul Web - Curta nossa fan page no facebook