(51)996961546

NO AR

Paradao Sertanejo

www.interativasulweb.com

Brasil

O corpo da vítima do incêndio em São Paulo foi liberado para o sepultamento

Publicada em 05/05/18 as 16:07h por Rádio Interativa Sul Web - 51 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)

Foi liberado na manhã deste sábado (5), pelo Instituto-Médico Legal, o corpo de Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, de 39 anos, para sepultamento. Os bombeiros encontraram o corpo na sexta (4), depois de retirarem quase 10 toneladas de entulho do local onde um prédio desabou no Largo do Paissandu, zona central de São Paulo. Ricardo morreu quando já estava sendo resgatado pelos bombeiros. A identificação do corpo foi possível após realização de exame com as impressões digitais, segundo a Secretaria Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

O corpo foi retirado dos escombros no início da tarde. Desde então, havia evidências de que se tratava mesmo de Ricardo.

Além de o cadáver estar com o cinto de salvamento, tinha tatuagens semelhantes às de Ricardo e vestia uma blusa azul com inscrição atrás, muito parecida com a que o homem usava no dia do incêndio.

O estado do corpo da vítima também indica também que ela despencou de uma grande altura. "Em princípio ele [corpo] sofreu pancadas, esmagamento. O corpo dele não sofreu alterações por conta do incêndio. Isso é um indício de que possa ser aquele homem que estava do lado externo do prédio. Ele vai ser identificado pela perícia", disse o tenente Guilherme Derrite logo após a localização do corpo.

Inicialmente, os bombeiros encontraram a perna da vítima. O restante do corpo foi retirado em seguida, mas sem a cabeça.

Segundo o major Max Mena, que atua nas buscas, um dos cães farejadores localizou o cadáver na quinta, e após 22 horas a equipe encontrou o primeiro corpo.

O capitão Marcos Palumbo, porta-voz dos bombeiros, disse que depois que os cães identificaram o local, foram retiradas cerca de 10 toneladas de entulho na mão, sem auxílio de máquinas.

A montanha de escombros do prédio chega a 15 metros de altura. Cinco máquinas auxiliam na retirada do entulho, como retroescavadeiras e um trator.

O Corpo de Bombeiros de São Paulo continua o trabalho de buscas por vítimas do desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou na terça-feira (1º) na região do Largo do Paissandu, no centro da capital paulista. Cinco vítimas ainda estão desaparecidas: um casal - Eva Barbosa Lima, 42 anos, e Walmir Sousa Santos, 47 anos - e uma mãe com seus dois filhos gêmeos - Selma Almeida da Silva e seus filhos Welder e Wender, de 9 anos.

Investigações

A Secretaria de Segurança Pública informou ainda que duas pessoas foram ouvidas na sexta na sede do 3º Distrito Policial. Os nomes das pessoas que foram depor não foram informados pelo órgão. Por determinação do secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, o DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais) instaurou um inquérito para apurar as associações que cobram alugueis de moradores de ocupações em São Paulo.






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Enquete
Qual o estilo musical que você mais curte?

 Sertanejo
 Pop
 Rock
 Bandas
 Gauchescas
 Funk
 Metal
 MPB
 Gospel







.

LIGUE E PARTICIPE

51997425572

Visitas: 37522
Usuários Online: 14
Copyright (c) 2018 - Rádio Interativa Sul Web - Curta nossa fan page no facebook